Notícia

FAI PARTICIPA DA 20ª EXPOAGRI

29/04/2018
noticia_201804290546.jpg
Compartilhe

A Faculdade Irecê (FAI) esteve presente na 20ª Exposição Agropecuária da Região de Irecê (EXPOAGRI), que ocorreu entre os dias 26 a 29 de abril no Parque de Exposições de Irecê. Com dois stands montados, alunos e professores da Instituição apresentaram aos visitantes do evento, os cursos de Graduação e Pós-Graduação da Faculdade, além de apresentar em primeira mão as atividades do projeto de extensão Agrofar - um Projeto, organizado por alunos e professores dos cursos de Agronomia e Farmácia da FAI, que trabalha aliando os conhecimentos acadêmico e popular, com a produção de alimentos orgânicos e plantas medicinais.

Organizada pela Associação dos Pecuaristas da Região de Irecê (APRIR), a expoagri e recebeu milhares de visitantes, oriundos de todo o Território. Fato que demonstra que a ainda permanece como um dos maiores eventos do agronegócio da Bahia. Ao todo, foram três dias de muita diversão e oportunidade de negócio, que evolveram cerca de 20 mil pessoas em leilões, desfiles e julgamento de bovinos, bubalinos, ovinos/caprinos, equinos e outras espécies de alta genética e opções de lazer e gastronomia no parque.

Outro ponto forte da 20ª Expoagri foi a realização de palestras e oficinas de capacitação que discutiram questões importantes para o contexto rural da região e do Estado. Além disso, a 20ª Expoagri contou com atrações culturais, parque de diversão e outras atividades, como o lançamento de tecnologias em máquinas, tratores e veículos.

AGROECOLOGIA E PLANTAS MEDICINAIS - Com o objetivo de promover um espaço formativo entre os alunos e professores com a população do Território, a FAI preparou um stand especial para o evento, que abordou a importância do consumo de produtos agroecológicos, sem agroquímicos, e do conhecimento e uso das principais plantas medicinais. Como resultado dos Projeto "Feiras Agroecológicas e Plantas Medicinais", a ação buscou mostrar à comunidade em geral, novas vertentes de produção agrícola e uso das plantas disponíveis na região de Irecê, objetivando o entrelaçamento crítico entre os conhecimentos acadêmicos e populares.